Translate

quinta-feira, 14 de maio de 2015

A Comunhão Começa na Família



A família é o primeiro grupo social com o qual convivemos. Tendo sido criada por Deus, antes da queda, a família deve oferecer ambiente apropriado para o desenvolvimento e crescimento de cada pessoa em todas as suas dimensões.

Devemos buscar cumprir os planos de Deus para as nossas vidas e famílias. Essa busca implica reconhecermos nossas limitações, o que nos ajudará a lidar com as limitações dos outros, e juntos trabalharmos para a construção de famílias saudáveis, que criem um ambiente acolhedor para cada pessoa.

A família é o primeiro grupo social.Portanto, é através dela que compreendemos as regras básicas para o convívio social, e onde podemos exercitar comunhão. Conflitos surgem não apenas de opiniões divergentes, mas também da dificuldade em desempenhar os nossos papéis sociais, e aceitar os dos outros. Se construirmos famílias saudáveis, podemos sonhar com uma sociedade melhor.

Em uma família saudável, aprendemos que diferentes podem viver em unidade, quando marido e mulher administram os conflitos, e assim ensinam lições aos filhos.

Em uma família saudável, aprendemos as noções de autoridade e justiça, quando pais educam filhos com amor ilimitado e disciplina com limites claros.

Em uma família saudável, aprendemos a exercitar a fraternidade, ao nos relacionamos na base do amor e compreensão.

Em uma família saudável, a comunhão não é um sonho distante e inatingível, mas uma possibilidade real, que depende do empenho de cada um.

Famílias saudáveis vivem em comunhão, não pela ausência de conflitos, mas por conseguir enfrentá-los, exercitando amor que tem sua fonte inesgotável em Deus, e é suficiente para todas as ocasiões.

Que Deus, em sua infinita bondade e misericórdia, nos ajude a viver em comunhão: a começar das nossas famílias.

Soli Deo Gloriæ!

(Publicado no Boletim Dominical da Igreja Presbiteriana Memorial em 17 Mai. 2015)
Postar um comentário