Translate

terça-feira, 13 de junho de 2017

Igreja Livre & Igreja Perseguida





Pela Graça do Senhor temos celebrado neste ano o Jubileu de Prata da nossa Igreja, e no culto desta noite o faremos mais uma vez. Temos muito a agradecer, afinal, são vinte e cinco anos proclamando o Evangelho de Jesus Cristo na Região Metropolitana do Recife (Sede e Muribeca), e no sertão de Pernambuco através das congregações que mantemos na região do Pajeú (Iguaracy, Tuparetama e São José do Egito), e da contribuição que enviamos regular e pontualmente ao Presbitério Metropolitano do Recife (PMCR), ao qual estamos jurisdicionados.

Temos ainda o privilégio de participar financeiramente da evangelização do Brasil e do mundo, remetendo recursos ao Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil, que através da Junta de Missões Nacionais (JMN), Associação Presbiteriana de Missões Transculturais (APMT), Associação Presbiteriana de Comunicações (APECOM) e Plano Missionário Cooperativo realiza um trabalho de Missões e Evangelização indo aonde não poderíamos ir sozinhos.

Entretanto, nem todos os cristãos têm o mesmo privilégio que temos, de participar de uma igreja livre, por isso foi idealizado o Domingo da Igreja Perseguida (DIP) que é um dia de intercessão pelos cristãos perseguidos ao redor do mundo. Igrejas do Brasil inteiro dispõem seus cultos ou partes deles para fazer algo em prol de quem é perseguido por amor a Cristo. Estima-se que, atualmente, cerca de 215 milhões de cristãos enfrentam algum tipo de hostilidade.

O DIP acontece no Brasil desde 1988 e tem os objetivos de, primeiro, servir os cristãos perseguidos em oração, segundo, conscientizar a igreja a respeito da perseguição religiosa.
A data em si varia de ano a ano, pois é marcada no domingo depois do Pentecostes. Esse critério foi adotado porque o relato bíblico de Atos 4 marca o início da perseguição aos cristãos logo após a descida do Espírito Santo, com a prisão de Pedro e João.
Neste domingo, mais de oito mil igrejas, de várias denominações cristãs, estão orando pelos irmãos perseguidos, e nós nos unimos a eles neste clamor, inspirados pelo texto sagrado de João 13.35: “Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros.”

Neste dia em que nos alegramos com o nosso Jubileu de Prata, clamemos ao Senhor que fortaleça nossos irmãos perseguidos a perseverar firmes no evangelho, e saibamos valorizar a liberdade que o Senhor nos tem dado.

É necessário que façamos as obras daquele que nos enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar. João 9.4

Soli Deo Gloriæ!


(Publicado no Boletim Dominical da Igreja Presbiteriana Memorial em 11 de Junho de 2017Com informações de  http://www.domingodaigrejaperseguida.org.br/o-que-e#sthash.JakXcjN2.dpuf
Postar um comentário