Translate

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Forças de Integração



Na Igreja Presbiteriana do Brasil temos, na igreja local, uma estrutura formada por Sociedades Domésticas, ou internas, que reúnem cada uma das faixas etárias, em atividades e programações próprias. São elas: UPH (União de Homens Presbiterianos), SAF (Sociedade Auxiliadora Feminina), UMP (União de Mocidade Presbiteriana), UPA (União Presbiteriana de Adolescentes) e UCP (União de Crianças Presbiterianas), que em nossa Igreja está contemplada no DI (Departamento Infantil).

Por sua vez, estas Sociedades se organizam em Federações, ligadas aos Presbitérios; Sinodais, ligadas aos Sínodos; e Confederações Nacionais, ligadas ao Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil (SC-IPB).

Essa estrutura, reflete o governo conciliar da nossa Igreja, e ao participar delas, os membros além de atenderem a necessidades bem peculiares na esfera local, são treinados para, na condição de membros comungantes, atuarem nos vários Concílios da Igreja, tornando-se, quando separados pelo Senhor, e ordenados pela Igreja, seus oficiais.

A Igreja Presbiteriana Memorial tem sido abençoada por Deus com estas Sociedades, e no último domingo elas deram uma extraordinária demonstração de força, união, e trabalho, ao exemplificarem o que significa a expressão “Forças de Integração”. Graças aos esforços coordenados pela Junta Diaconal, e os Presidentes e Líderes, foram arrecadadas mais de duas toneladas de alimentos para os carentes das nossas comunidades. A Igreja, através de cada uma das sociedades domésticas, está de parabéns pelo sucesso da arrecadação.

Diante disto destaco dois desafios:
1)   Cada membro da IPM deve ser sócio de uma das Sociedades internas, no entendimento de que juntos somos mais fortes, e que as Forças de Integração, serão cada vez mais fortes, e integrarão mais, à medida que nos dispusermos e nos apresentar ao trabalho.
2)   A campanha encerrou, mas as necessidades que a motivaram são constantes, e devemos cultivar o hábito de contribuir liberalmente, a cada domingo, com a doação de gêneros para socorrer o nosso povo sofrido e carente. Assim fazendo, serviremos ao Senhor, demonstrando de forma concreta nosso amor ao próximo.
Que o Senhor em Sua infinita Graça, continue nos abençoando, para que, abençoados por Deus, abençoemos o mundo.
Soli Deo Gloriæ!


(Publicado no Boletim Dominical da Igreja Presbiteriana Memorial, 10 de abril de 2016)
Postar um comentário