Translate

domingo, 5 de maio de 2013

REFLEXÕES SOBRE O CULTO CRISTÃO



Dominicalmente, pessoas saem de suas casas para participar de cultos nas igrejas cristãs espalhadas pelo mundo; e algumas dessas pessoas também se reúnem para prestar culto a Deus em outros dias, além dos domingos. Cultos são praticados pelos seres humanos há milênios, desde que a criatura descobriu-se finita e passou a buscar o infinito.

O culto, sobretudo o protestante, reformado, e presbiteriano, deve pressupor algumas características:
1. CENTRALIDADE DA PALAVRA – A Bíblia como única regra de fé e prática deve ocupar o centro da adoração na exposição de suas verdades através da pregação. A posição do púlpito no santuário é um testemunho silencioso deste ideal, que reflete-se nas outras partes, quando a biblicidade é critério para seleção das músicas que são cantadas.
2. SIMPLICIDADE – O nosso culto precisa caracterizar-se pela simplicidade, que deve nascer em nossos corações. Não há lugar para ostentação, ou para “animadores de auditório”, nem para transformação de altares de adoração em “palcos de shows”.
3. RACIONALIDADE & EMOÇÃO – O culto racional é orientação paulina e legado reformado. Cada adorador e adoradora deve conscientemente prestar seu culto a Deus. Transes e descontroles não combinam com o domínio próprio, que é fruto do Espírito Santo. As emoções devem ser expressas sob o crivo da razão, sem excessos, manipulações ou descontrole histérico.

Finalmente, consideremos as partes que caracterizam o culto: ADORAÇÃO, CONFISSÃO, DEDICAÇÃO, PROCLAMAÇÃO, COMUNHÃO. Onde houver um culto cristão, estas partes devem ser identificadas.

ADORAÇÃO – adoramos a Deus pelo que Ele é.
CONFISSÃO – somos pecadores e pedimos o perdão do Senhor.
DEDICAÇÃO – às vezes chamada de consagração, nessa parte, além da dedicação de vidas, dedicam-se também os bens e o tempo.
PROCLAMAÇÃO – também chamada de edificação, é a parte em que a mensagem bíblica é proferida.
COMUNHÃO – nesta parte celebra-se a comunhão com Deus, e com o próximo. A Ceia do Senhor é geralmente celebrada nesta hora.

O culto deve ser cuidadosamente preparado em oração, sob a orientação do Espírito Santo, visando: Exaltar a Deus, Edificar os santos e Evangelizar os perdidos. Cada uma das partes busca harmonizar-se com as demais, de forma a que seja prestado a Deus um culto reformado e bíblico.

Soli Deo Gloriæ!

(Texto levemente adaptado de versão anterior, e Publicado no Boletim Dominical da Igreja Presbiteriana Memorial, em 05 de maio de 2013.)

Postar um comentário