Translate

domingo, 14 de julho de 2013

Bênçãos e Responsabilidades


No último final de semana celebramos o aniversário da nossa Igreja. Foram três belíssimos cultos – com um número expressivo de presentes, templo lotado nas duas noites – para honra e glória do Senhor. Bênçãos do Senhor!

Por outro lado, estamos na metade de 2013, e é tempo de refletirmos sobre o que idealizamos para este ano, e o que foi feito em nossas vidas, em nossas famílias, em nossa Igreja.

Bênçãos e Responsabilidades é um convite à reflexão sobre o que Deus tem feito entre nós. Como servos fiéis precisamos identificar a ação de Deus a partir dos mínimos detalhes em nossas vidas, e agradecer-lhe pela Sua misericórdia. Bênçãos devem impulsionar-nos a uma maior dedicação, e um maior envolvimento com a Igreja, sociedades internas, ministérios, e na prática da comunhão diária.

Bênçãos e Responsabilidades é um convite à reflexão sobre o que temos feito com as bênçãos recebidas. Elas implicam em responsabilidade para administrá-las. Precisamos ser bênçãos! Elas são dadas para que as compartilhemos uns com os outros. Somos abençoados para abençoar.

Bênçãos e Responsabilidades é um convite à reflexão sobre o porquê de Deus responder não em algumas circunstâncias. A questão é: quais os propósitos do Senhor? O que Ele quer ensinar quando responde negativamente, ou nos priva de algo? Em oração precisamos aprender também com as bênçãos não recebidas, pois à luz de Romanos 8.28 Ele as faz convergir para o nosso bem: “E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.” Deus tem propósitos, e quando Ele diz não é para que estes propósitos sejam alcançados.

Que sejamos gratos pelas bênçãos recebidas, e atentemos para as responsabilidades delas decorrentes.  Deus nos abençoe!

Soli Deo Gloriæ!


(Publicado no Boletim Dominical da Igreja Presbiteriana Memorial, 14 Jul. 2013)
Postar um comentário