Translate

terça-feira, 30 de julho de 2013

Jesus o “Eu Sou”

João 8.23-28

Quem é Jesus Cristo? Jesus afirmou que era o “Eu Sou”. Ele assume a expressão proferida no episódio da sarça ardente, que tem grande significado e estabelece a diferença entre Deus e os “deuses”. João escrevendo em grego, traduz as palavras ditas por Jesus Cristo, usando as mesmas usadas pela Septuaginta (LXX) ao traduzir Êxodo 3:14. Em João temos uma alta Cristologia, demonstrada desde o prólogo do Evangelho.

A expressão “Eu Sou” aparece 24 vezes no Quarto Evangelho: 17 seguida por um predicado claro, 3 o uso não se enquadra em uma categoria clara, 7 em sentido "absoluto"... ἐγώ εἰμι (8:24; 8:28, 8:58; 13:19; 18:5; 18:6; 18:8).

1. Jesus o “Eu Sou” Além do natural (v. 23-24)
Jesus afirmou que não era deste mundo, e quem não cresse nele morreria em seus pecados. Precisamos crer em Jesus para não morrer em pecado. A morte entrou na humanidade através de Adão, a vida através de Jesus Cristo, a distância entre a morte e a vida só pode ser percorrida com a fé no Cristo de Deus, Jesus Cristo é o único mediador entre Deus e os homens (1 Timóteo 2.5).

2. Jesus o “Eu Sou” Mensageiro de Deus (v. 25-26)
Jesus afirmou que quem o enviou merecia confiança, Ele julgaria o mundo, e anunciaria o que ouviu. Precisamos confiar em Deus e no juízo de Cristo. Jesus o enviado de Deus que nos envia ao mundo (João 20.21). A mensagem do Evangelho permanece: Jesus Cristo é o nosso padrão! A mensagem do Evangelho é completa e alcança toda a vida humana.

3. Jesus o “Eu Sou” Que Foi Levantado (v.27-28)
Diante da incredulidade daquelas pessoas só restaria o último sinal (João 12.20ss) – a morte de Jesus Cristo. Mas, não foi o final Ele ressuscitou! A Bíblia relata a história de Jesus Cristo e a história relata a caminhada do movimento de Jesus após sua ascensão.

Jesus é o “Eu Sou”, nosso Senhor e Salvador.


Soli Deo Gloriæ!

[Publicado no Boletim Dominical da IPM, 28 Jul. 2013)




Postar um comentário